sábado, 6 de abril de 2013

Curso Superior de Bacharelado em Segurança Pública e Social – UFF


Para quem se interessa na área de Segurança Pública, a Universidade Federal Fluminense [UFF] oferece o curso superior de Bacharelado em Segurança Pública e Social.
Logo segue a descrição do curso retirado da página oficial da  [UFF]:

Objetivo
O Bacharelado em Segurança Pública e Social é um curso de graduação, na perspectiva das Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas. Tem por objetivo a formação de profissionais especializados, capazes de interagir com o tema da Segurança Pública a partir do ponto de vista da sociedade.

Características do Curso
A proposta se erige marcadamente pela contribuição das disciplinas científicas compromissadas com a promoção do Estado Democrático de Direito – tais como a Antropologia, Sociologia, Direito, Ciência Política, entre outras disciplinas das Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas, que analisam criticamente a cultura punitivo-repressiva tradicional brasileira. Tem por compromisso o desenvolvimento pleno de suas potencialidades, para o alargamento e maior efetividade dos direitos de cidadania, contrário, portanto, a particularização dos conhecimentos de Segurança Pública em benefício de grupos corporativos, particularmente no interior do Estado.

Elaborado principalmente por pesquisadores do Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (INCT-InEAC/UFF), tem seu conteúdo baseado no levantamento, sistematização e análise de resultados de pesquisa empírica, bibliográfica e arquivística e de currículos de cursos oferecidos em diferentes níveis, em instituições nacionais e internacionais na área. Reflete, assim, a experiência acumulada pelos proponentes na atividade de pesquisa e de ensino na área da Segurança Pública e Social e da Justiça Criminal, em uma perspectiva comparada e multidisciplinar.

Titulação e prazo
O curso formará bacharéis e o prazo sugerido para sua conclusão é de 8 períodos, ou seja, 4 anos. A cada semestre são oferecidas 60 vagas, para qualquer candidato que tenha, pelo menos, o segundo grau. O curso é dado integralmente no período noturno.

Competências e atribuições do profissional em Segurança Pública
O curso buscará, fundamentalmente, associar pesquisa, reflexão e prática, fazendo com que os profissionais adquiram competência em conhecimentos contemporâneos sobre as formas de administração de conflitos em todo o mundo. Espera-se, assim, que estes se tornem aptos a refletir comparativamente e a estabelecer parâmetros relativizadores acerca das motivações e natureza dos conflitos, em prol das garantias do direito a diferença. O profissional formado em segurança pública estará apto a trabalhar em instituições públicas e privadas, desempenhando atividades de elaboração, gestão e avaliação de projetos e políticas públicas de segurança pública. Também poderá atuar em pesquisas e em assessoramento especializado.

Mercado de Trabalho:
Enfatize-se que há décadas as instituições públicas de segurança recrutam profissionais de ensino superior, de diferentes áreas, para as atividades na área de segurança pública. Tais processos de recrutamento são seguidos pela socialização destes indivíduos no ambiente profissional, a partir de um conhecimento, não disponível publicamente, que se institucionaliza no terrenos das práticas. A legitimação destas últimas se fundamentam em conhecimentos e valores corporativos, os quais têm se mostrado inadequados para a promoção de uma segurança pública que reflita os interesses mais amplos da sociedade. Conhecimentos e valores os quais, uma vez particularizados, são disponibilizados para o setor privado, ampliando o alcance de suas impropriedades.
A partir do Curso de Bacharelado em Segurança Pública as instituições poderão optar por realizar concursos para profissionais formados a partir de um conhecimento especializado e público. Participar de tais processos seletivos, por sua vez, será da decisão de cada profissional formado, de acordo com seu interesse e/ou necessidade.
Também é crescente, em decorrência dos processos de globalização, as demandas por políticas de segurança pública a serem efetuadas por atores privados, de acordo com os limites legais dos contextos em que atuam. A organização de grandes eventos, por exemplo, são contextos onde profissionais ligados a ramos empresariais precisam ter amplo conhecimento na área de segurança púbica para, em diálogo com agentes públicos, atuarem em prol das garantias individuais e coletivas. Também o incremento do comércio mundial projeta desafios para a imbricação entre as áreas de segurança pública e privada. Seja no que concerne ao transporte de cargas e segurança dos portos, seja no que se relaciona a segurança de dados virtuais e financeiros.

O compromisso social da Universidade
Não menos relevante, porém, é o fato de que a Universidade não tem apenas o propósito de atender demandas colocadas pelo mercado. Ela também tem um compromisso com o desenvolvimento e a aplicação do conhecimento. Afinal, se faz urgente incrementar a produção e reprodução  do  conhecimento universitário na área de Segurança Pública. Um conhecimento que retire de determinados segmentos corporativos incrustados no interior do Estado — os quais, inclusive, tendem a se apropriar particularizadamente de sua reprodução  — o monopólio de dizer qual é o saber válido nesta área. Geralmente um saber que preconiza a repressão e o desrespeito aos direitos civis.
Há outras perspectivas, as quais informam teorias e práticas variadas sobre o tema, em todo o mundo. Explicitá-las e trazê-las para o debate acerca de qual a Segurança Pública que desejamos, enquanto uma sociedade democrática, é o papel da Universidade. É o que socialmente também se espera dela.

Coordenação do Curso de Bacharelado em Segurança Pública
Prof. Dr. Lenin Pires
2629-9644 e 9646
Faculdade de Direito
Rua Presidente Pedreira, nº 62 – Ingá - Niterói

Homepage:
PÔSTER APRESENTADO NO XI FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA DE 2012.
Aluna: Mariana Rodriguez
Orientador: Lenin Pires

 


Para maiores esclarecimentos:


 



quarta-feira, 3 de abril de 2013

História da Segurança Pública de Teresópolis na Revista de História Amnésia!

Na edição do mês de agosto [2012] da Revista de História Amnésia foi publicado artigo sobre a história da Segurança Pública em Teresópolis pelo Guarda-Municipal e professor Eder Barreto. Confiram!

           
Faça o [download] da revista nos [links] abaixo:

http://www.4shared.com/office/3Omlffl2/JRAT_Jornal_Revista_Amnesia_Ed.html?

http://www.youblisher.com/p/524162-Revista-de-Historia-Amnesia-agosto-2012/

Curta a [Fan Page]
Revista de História Amnésia

Siga:Twitter Revista de História Amnésia

Até a próxima!

“O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.” - Confúcio / "Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros." - Che Guevara