quarta-feira, 3 de julho de 2013

PM do CE convoca policiais desmilitarização em protestos

Do Brasil de Fato
O presidente da Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (ACSMEC), Flávio Sabino, convocou, em vídeo, os policiais de todo o país para participarem das manifestações de rua que vem ocorrendo desde o início de junho. O objetivo, segundo ele, é mudar a imagem truculenta que a Polícia Militar vem sustentando. 
Sabino disse, ainda, que a violência praticada contra os manifestantes pelos policiais da Tropa de Choque é imposta “através do militarismo a que estamos submetidos”. “Nós pedimos também para que os cidadãos entendam que os policiais militares do Choque não estão fazendo aquilo por bel prazer ou por sua vontade própria. Eles são também, na realidade, oprimidos pelo sistema através do militarismo”, esclarece.

Desmilitarização

A desmilitarização da polícia é uma pauta antiga dos movimentos sociais. Taxada como “arbitrária” e “repressiva” pelas organizações, a Polícia Militar também vem ganhando cada vez mais desprestígio diante da sociedade brasileira, ainda mais depois dos últimos episódios de truculência durante as manifestações realizadas pelo país.
Devido a isso, o presidente da ACSMEC chama a atenção dos companheiros de trabalho para que mudem de postura, aliando-se aos protestos populares. “Quem está saindo muito bonitinho nessa história é o governador do estado. O ativista é visto como quem está reivindicando seus direitos, a polícia está sendo vista como vilã e o governador o grande santo que está recebendo as pessoas para negociar”, reforça.
No final do vídeo, Sabino faz o último apelo. “Que a gente possa levar as nossas faixas de cumprimento do acordo, da desmilitarização, de uma carga horária justa, de um plano de carreira e suas promoções. É necessário que façamos parte disso, porque da maneira como está hoje, nós não temos mais o apoio da sociedade, porque ela não enxerga mais a polícia que reivindica, que luta pelos seus direitos. Tá na hora de a gente se engajar e virar o jogo”, afirmou.
Ato
O Comitê Popular da Copa 2014 de São Paulo realizará, no próximo domingo (30), às 16h, um ato pela desmilitarização da polícia no Vale do Anhangabaú, no centro da capital paulista. No dia ocorrerá o último jogo da Copa das Confederações, que tem sido marcada por protestos em todos os estados brasileiros em que está sendo realizada.
A manifestação pedirá, entre outras coisas, o fim das perseguições aos trabalhadores ambulantes, das prisões de moradores de rua e usuários de droga, dos assassinatos nas periferias e no campo e da repressão aos movimentos e manifestações populares.

Fonte: http://carosamigos.terra.com.br/index/index.php/cotidiano/3355-pm-do-ceara-convoca-policiais-para-defender-a-desmilitarizacao-em-manifestacoes

2 comentários:

  1. http://youtu.be/gumba6xHY9k
    Mamãe, eu não queria
    Servir o exército. Não quero bater continência Nem pra sargento, cabo ou capitão Nem quero ser sentinela, mamãe
    Que nem cachorro vigiando o portão
    Não!

    ResponderExcluir
  2. http://youtu.be/gumba6xHY9k
    Mamãe, eu não queria
    Servir o exército. Não quero bater continência Nem pra sargento, cabo ou capitão Nem quero ser sentinela, mamãe
    Que nem cachorro vigiando o portão
    Não!

    ResponderExcluir

“O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.” - Confúcio / "Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros." - Che Guevara