sábado, 8 de outubro de 2011

Enfim! Só resta escrever. Tantos são os absurdos!

Não gostei!
Contratar agentes, sem concurso.
Bolsa Formação Municipal pago com diminuição de valor no mês passado não prevista em lei.
Tirar um (a) guarda do Cargo de Coordenador da GM, e por um policial militar.

“Plano de Carreira da GM parece que é assim:
Secretário: policial - dar ordens
Subsecretário: policial - receber e dar ordens
Coordenador da GM: policial - receber, fazer cumprir e dar ordens
Guarda municipal, só receber e cumprir ordens.
Nome da Secretaria: Secretaria Municipal de Segurança Pública.
Nome da Corporação: Guarda Municipal.

Não tenho nada conta a Polícia, admiro e tenho colegas na  Corporação Bicentenária que é a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Torço para que a corporação cresça sempre, e seja cada vez mais valorizada, porem é um absurdo a Guarda Municipal não ter um plano de carreira próprio, fica evidente que não temos voz perante a prefeitura, uma vez que temos interlocutores para retratar a nossa realidade aos olhos deles e não aos nossos. A perda do Cargo de Coordenador (a) da Guarda Municipal e a contratação de agentes sem a realização de concurso enfraquecem sim a GM. Minha Corporação minha opinião. 
Como sempre, a luta continua!
Corporação: Associação de pessoas da mesma profissão ou outra atividade, sujeitas à mesma regra e com os mesmos deveres ou direitos. Associação que visa a um fim comum. Ref.  MiniAurélio.

Guarda dos guardas!

A guarda municipal, Renata Gonçalves de Paula, não é mais coordenadora da Guarda Municipal de Teresópolis, veja trecho do diário oficial de ontem:
" PORTARIA GP Nº 2121/2011 – EXONERAR RENATA GONÇALVES DE PAULA, matrícula nº 1-07553-6, do Cargo em Comissão de Coordenador de Coordenadoria da Guarda Municipal, Símbolo DAS-4, Cód. 40425, da Secretaria Municipal de Segurança Pública, a partir de 09/09/2011. PORTARIA GP Nº 2122/2011 – NOMEAR RENATA GONÇALVES DE PAULA, matrícula nº 1-07553-6, para exercer o Cargo em Comissão de Assessor Especial, Símbolo DAS-4, Cód. 40387, na Secretaria Municipal de Segurança Pública, a partir de 09/09/2011. PORTARIA GP Nº 2123/2011 – NOMEAR MAURÍCIO LOPES DOS SANTOS, para exercer o Cargo em Comissão de Coordenador de Coordenadoria da Guarda Municipal, Símbolo DAS-4, Cód. 40425, na Secretaria Municipal de Segurança Pública, a partir de 09/09/2011." 
Segundo informações o atual coordenador é Policial Militar. O texto abaixo foi publicado neste blog no dia 24/08/2011.
Nestes novos tempos de rumores sobre cargos de chefia da Prefeitura, me veio uma pergunta à mente: Será que continuará o comando de carreira na Guarda Municipal ou irão “iventar” de novo, e pôr um comando oriundo da Polícia Militar? Pessoalmente nada contra! Mas imaginem se vira moda e começam a pôr alguns delegados para comandar em batalhões, e coronéis à frente de delegacias! Indo mais adiante seria interessante convocar um Deputado do Estado para ter cargo de Presidente na Câmara Municipal? Além de imoral é ilegal, e sugere a intenção de menosprezo por parte de quem convocaria o tal Deputado.
Em contra partida, boa parte das Guardas Municipais do Brasil sofrem de uma “doença” chamada: falta de confiança por parte dos Prefeitos, uma vez que dão o comando a um militar do Estado ou para alguém que não seja um guarda municipal. Automaticamente estão nos chamando de incompetentes, já que acham que não somos capazes de por ordem em nossa própria casa. Por pior que possa ser um comando de carreira, acho melhor do que gente de fora nos comandando. “Cada macaco no seu galho” É antigo, mas funciona.
Mesmo entendendo as articulações políticas que são feitas, e alianças para fortalecimento político, pôr um comando que não de carreira em uma Guarda Municipal tira mais ainda nossa identidade de guarda civil municipal. Já existe a Secretaria de Segurança ao qual o Secretário é um militar e alias vem fazendo um trabalho benéfico. Mas a coordenadoria da Guarda Municipal é dos guardas.

Até porque, cada um que cuide da sua própria casa, e ninguém melhora casa alugada, portanto: quem falou que o comando é teu? O comando aqui é nosso. Força GM!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

"O trânsito é nosso!"

Na data de 09/05/2008, ingressei na Guarda Municipal de Teresópolis depois de ser aprovado em concurso público de prova escrita, exame de aptidão física, teste psicotécnico. Depois de três meses sendo preparado em curso onde professores da UFF RJ ensinavam, comecei a atuar no trânsito com mais de quarenta novos guardas. Já são mais de quatro anos desde o último concurso. Mas hoje pessoas treinam na sede da Guarda Municipal para serem agentes que atuarão junto aos guardas no trânsito, pessoas que não prestaram concurso público, não foram avaliados psicologicamente. Todos sabem que o certo é contratar por concurso. Afinal quando se escolhe a dedo quem irá ingressar em uma instituição pública o que pesa? Todos sabem.

Por que esses agentes não foram contratados na época da tragédia? Uma vez que os guardas municipais trabalharam por longos períodos sem folga e a carência de pessoal era praticamente a mesma de agora. Sendo que poderiam chamar concursados aprovados no concurso de 2006/2007 na época.

Acredito que a luta por melhorias que foi desempenhada por alguns guardas tenha mexido com os brios de “cidadãos” que acham que estão perdendo as rédeas, quando na verdade nunca as tiveram de consentimento mútuo. Vêem que estamos mais fortes e tentam nós conformar com ações paliativas. O Bolsa Formação Municipal que deveria ser pago no valor de 150,00 reais por três cursos, este mês foi pago com diminuição de até 50%.

Enfim, a contatação dos agentes (sem a realização de concurso) na minha opinião é uma afronta a toda a Guarda Municipal de Teresópolis. E nada podemos fazer.
A luta continua...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Blog Osmar Filho Direito e Cidadania denuncia irregularidades na Guarda Municipal de Cabo Frio.

Texto publicado em 25/08/2011 no Blog Osmar Filho Direito e Cidadania.
Depois das irregularidades sobre a contratação de centenas de Guardas Municipais fora do concurso público de 2009, com a INFELIZ "colaboração" do Ministério Público, que erroneamente concordou com a "EMERGÊNCIA" alegada para a contratação, o que é um ABSURDO, recebi a informação, através de guardas municipais concursados, que a categoria está sendo convocada para assinar um termo de férias, onde o documento consta que eles terão de trabalhar 15 dias das férias, e os outros 15 dias serão pagos pelo governo. No entanto, a promessa fica somente no "papel", porque o governo de Cabo Frio NÃO está efetuando o respectivo pagamento dos dias trabalhados.     
Pior do que isso é saber que os guardas municipais estão sendo coagidos a assinarem o referido documento, mesmo que não concordem com a situação. E tudo, conforme informações, porque a uma funcionária da Guarda Municipal, de nome Dilma, que dizem ser a secretária do Secretário de Ordem Pública, Gilson da Costa (foto ao lado), força os funcionários a assinarem o documento sob pena de represálias. Essa informação não é recente, mas, muitos guardas municipais, por medo de retaliações e temendo por perseguições do Secretário de Ordem Pública, não sabem o que efetivamente fazer. Ao que parece, conforme informações recebidas, muitos guardas municipais sabem de perseguições a colegas na guarda, que têm desconto ilegal realizado no contra-cheque ao final do mês, além de colegas da guarda municipal já sofreram repreensões, com possíveis intimidações e suposta agressão, que, por medo da vítima, não foi lavrado Boletim de Ocorrência.     
O secretário Gilson da Costa, - que gosta de ser chamado de Coronel, mas NÃO vejo motivo para isso, pois não exerce a função militar -, precisa explicar essa situação, pois os guardas municipais se sentem acoados e não conseguem trabalhar de forma tranquila, com supostas "perseguições" sofridas. Sempre escrevo sobre o "Poder" que atrofia o cérebro, e muitas pessoas que ostentam títulos ou cargos, acabam por deixarem a "mente" ser "anestesiada" pela SOBERBA, e acabam por menosprezar ou ridicularizar outras pessoas ou seus subordinados. É uma atitude ridícula que acontece muito ainda nos dias de hoje, principalmente com aqueles que acham que estão "acima da Lei". Tal atitude praticada beira o AUTORITARISMO, e é digno de pena a pessoa que se deixa "contaminar" pela altivez.
Com esse assunto, lembro do que escrevi neste Blog sobre o Coronel Paulo César Lopes (foto ao lado), que pediu a aposentadoria por discordar do corporativismo existente na Polícia Militar, e disse também que a instituição é comandada por pessoas que não têm qualquer compromisso com a ética. O referido Coronel também repudiou a atitude do filho preso, envolvido em assalto, dizendo que ele escolheu o "caminho errado" e terá de assumir as responsabilidades. O Coronel Lopes é considerado "linha dura" e não perdoava atitudes ilegais praticadas por seus subordinados, e, inclusive, deu "voz de prisão" de um soldado diante de colegas e da comunidade onde estava sendo feita uma operação policial. Na oportunidade, um pai reclamou que o filho menor foi agredido por um policial do Batalhão que o Coronel comandava. Tal atitude exemplar do Coronel Lopes contrariou até os "figurões" da cúpula da Polícia Militar do Rio de Janeiro, que prefere o corporativismo. O assunto que publiquei sobre o Coronel Lopes você pode ver no seguinte link: Clique Aqui e Leia a postagem.

EM TEMPO: Informo novamente aos responsáveis pela Guarda Municipal de Cabo Frio, bem como, ao atual governo municipal, que este Blog está disponível para receber as informações sobre o assunto postado acima. Porém, deixo claro que qualquer tipo de INTIMIDAÇÃO ou AMEAÇA será imediatamente levada a Juízo, após o respectivo Boletim de Ocorrência que farei questão registrar. E só para lembrar, informo que tenho testemunha dos fatos escritos no assunto acima.

"A GRANDEZA NÃO CONSISTE EM RECEBER HONRAS, MAS EM MERECÊ-LAS!" (Aristóteles; filósofo grego, 384 a.C. - 322 a.C.)

“O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.” - Confúcio / "Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros." - Che Guevara