quinta-feira, 6 de outubro de 2011

"O trânsito é nosso!"

Na data de 09/05/2008, ingressei na Guarda Municipal de Teresópolis depois de ser aprovado em concurso público de prova escrita, exame de aptidão física, teste psicotécnico. Depois de três meses sendo preparado em curso onde professores da UFF RJ ensinavam, comecei a atuar no trânsito com mais de quarenta novos guardas. Já são mais de quatro anos desde o último concurso. Mas hoje pessoas treinam na sede da Guarda Municipal para serem agentes que atuarão junto aos guardas no trânsito, pessoas que não prestaram concurso público, não foram avaliados psicologicamente. Todos sabem que o certo é contratar por concurso. Afinal quando se escolhe a dedo quem irá ingressar em uma instituição pública o que pesa? Todos sabem.

Por que esses agentes não foram contratados na época da tragédia? Uma vez que os guardas municipais trabalharam por longos períodos sem folga e a carência de pessoal era praticamente a mesma de agora. Sendo que poderiam chamar concursados aprovados no concurso de 2006/2007 na época.

Acredito que a luta por melhorias que foi desempenhada por alguns guardas tenha mexido com os brios de “cidadãos” que acham que estão perdendo as rédeas, quando na verdade nunca as tiveram de consentimento mútuo. Vêem que estamos mais fortes e tentam nós conformar com ações paliativas. O Bolsa Formação Municipal que deveria ser pago no valor de 150,00 reais por três cursos, este mês foi pago com diminuição de até 50%.

Enfim, a contatação dos agentes (sem a realização de concurso) na minha opinião é uma afronta a toda a Guarda Municipal de Teresópolis. E nada podemos fazer.
A luta continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.” - Confúcio / "Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros." - Che Guevara