segunda-feira, 9 de maio de 2011

Entrevista com o Tenente da Força Nacional, Carlos Henrique

Entrevista com o Tenente da Força Nacional, Carlos Henrique, Policial Militar do Estado de Pernambuco.
Tenente Carlos henrique, fala com exclusividade sobre patrulhamento nas escolas de Teresópolis.
Vamos fazer patrulhamento nas escolas da cidade para coibir qualquer tentativa de infração, as rondas ocorrerão pela manhã, tarde e a noite, principalmente nos horários de maior movimento de estudantes. Já foi ministrada a instrução aos policiais, que saberão atuar de acordo, e em prol da população.

FN, Como é composta?
A  Força Nacional de Segurança Pública foi criada em 2004 para atender às necessidades emergenciais dos estados, e é composta por militares de todos os estados, sendo que são selecionados aproximadamente, 20 militares por Estado, exemplo: 20 do Rio de Janeiro + 20 de São Paulo... E fazem parte também policiais civis, inclusive o apoio dos peritos da Força Nacional foi de grande importância na tragédia...

Como ingressar?
Candidatos são submetidos a exames de resistência física, sendo que só poderão fazer parte da Força Nacional, se estiverem em plenas condições físicas, pois o exame físico é muito concorrido, e acaba se tornando difícil. Há também uma investigação social sobre a vida do candidato para saber se a conduta daquele policial (candidato) em sua corporação é exemplar..., uma vez que a conduta policial, inclusive na Força Nacional, tem ser sempre ilibada perante a sociedade. Lembro que mulheres também fazem parte da Força Nacional.  
Toda ação da Força Nacional é regulada pelos princípios dos direitos humanos. O Ministro, do Ministério da Justiça envia tropas da Força Nacional, a pedido do Governador do Estado, e neste pedido deve ter os motivos pelos quais o Governador, necessita da atuação da Força Nacional.

Relação com demais instituições de segurança?
Nós somos uma coisa só, e esse é um dos motivos porque a população esta satisfeita com as ações policiais, aqui em Teresópolis. Pois a GM e a PMERJ, sabem que não viemos ocupar o lugar delas e sim somar a elas, a favor da população e todos entenderam isso, pois há uma relação pessoal muito boa entre todos, e não houve receio na Guarda Municipal e Policia Militar, uma vez que a Força Nacional veio para contribuir com todos.

Fale sobre a Guarda Municipal!
Sou suspeito para falar da Guarda Municipal! Pois fui Instrutor lá no meu Estado de Cerca de quase 500 homens, e estou nesse processo de formação da GM, lá na Cidade de Ipojuca. (Ipojuca é um município brasileiro do estado de Pernambuco)
Meu objetivo é de que o aluno (guarda) nunca confunda operacionalidade com arbitrariedade, pois o guarda tem obrigação pela sua própria segurança de saber: abordar; técnicas policias; de como se aproximar de um veículo suspeito. Cautela poupa vidas. Tenho um carinho muito grande pelas Guardas Municipais do Brasil.

Tem que ser observado se há bom senso nas atividades, e a respeito da legalidade. Como força de segurança a GM, mais para frente no sentido de policiar, vai ser a policia municipal, acredito eu no futuro. As GM’s têm ajudado muito as Polícias Estaduais, protegendo os patrimônios e no trato de suas atividades constitucionais.  No Brasil há um grande clamor na segurança pública e a Guarda Municipal veio para ajudar. 

Um comentário:

  1. Venho Parabenizar a Força Nacional pelo belíssimo trabalho que esses verdadeiros Super-Heróis vem desenvolvendo!
    Policiais como o Ten Carlos Henrique, nos mostra que apesar da violência, do medo...existem pessoas, em especial, policiais honestos e comprometidos com a segurança da população.

    ResponderExcluir

“O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.” - Confúcio / "Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros." - Che Guevara